EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Israel aperta o cerco a Gaza na véspera de visita de Biden

Rockets disparados de Gaza para Israel
Rockets disparados de Gaza para Israel Direitos de autor Leo Correa/AP
Direitos de autor Leo Correa/AP
De  Teresa Bizarro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente dos EUA encontra-se esta quarta-feira com o primeiro-ministro de Israel

PUBLICIDADE

Há 10 dias que o fogo cruzado entre Israel e Gaza não dá sinais de abrandar. Mísseis balistícos disparados a partir de posições do Hamas chegam a Telavive. Israel aperta o cerco no terreno e mantém o ritmo dos ataques aéreos.

Ao mesmo tempo, o governo do primeiro-ministro israelita prepara-se para receber uma das maiores demonstrações públicas de apoio.

"Na quarta-feira, o Presidente Joe Biden visitará Israel," anunciou o secretário de Estado norte-americano. 

"O Presidente Biden vai sublinhar a nossa mensagem muito clara a qualquer interveniente - estatal ou não estatal - que tente tirar partido desta crise para atacar Israel: Não o façam!," declarou peremptório Antony Blinken.

Passagem de Rafah do Egipto para Gaza atingida por ataque aéreo

A visita de Joe Biden avontece numa altura em que se sabe que até a passagem de Rafah, do Egipto para Gaza, no sul, foi uma das áreas atingidas por um ataque aéreo. Este é um ponto fulcral para a passagem de ajuda humanitária.

100 mil pessoas permanecem na cidade de Gaza. A maior parte são palestinianos que não seguiram a ordem do exército de Israel para abandonar a cidade.

Desde sábado que o exército israelita pede aos vivis em Gaza para se deslocarem para sul, dando sinais de uma ofensiva contra o Hamas no norte. Neste momento, já haverá um milhão de deslocados.

Entretanto, o Hamas divulgou o vídeo de um dos reféns. Maya Shem, de 21 anos, faz prova de vida numa mensagem em hebraico.

De acordo com Israel, pelo menos 199 pessoas foram levadas à força pelo Hamas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel diz que Jihad Islâmica é responsável por explosão no hospital

Muitos israelitas ainda aguardam a identificação dos corpos de familiares mortos pelo Hamas

Israelitas em protesto em Jerusalém para exigir eleições e libertação dos reféns