EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rússia reforça cerco a Avdiivka

Sasha Vakulina
Sasha Vakulina Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Oleksandra Vakulina
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de militares mobilizados para os arredoress da cidade que é um dos símbolos da resistência ucraniana

PUBLICIDADE

As forças russas parecem ter concentrado uma parte considerável do poder de combate em torno de Avdiivka, na região ucraniana de Donetsk.

O ministério britânico da Defesa declarou no fim de semana: A Rússia terá provavelmente empenhado até oito brigadas no sector. Estas unidades sofreram provavelmente uma das mais elevadas taxas de baixas da Rússia em 2023 até à data.

O porta-voz do grupo de forças ucraniano Tavriisk, coronel Oleksandr Shtupun, declarou que a Rússia tem atualmente 40 000 efetivos na direção de Avdiivka e está a transferir mais efetivos para a área.

O ministro ucraniano da Defesa, Rustem Umerov, disse ao secretário norte-americano da Defesa, Lloyd Austin, que as perdas russas em Avdiivka ascendem a cerca de 4.000 soldados.

O Instituto dpara o estudo da Guerra (ISW) tem verificado frequentemente que as unidades militares russas têm, em geral, poucos recursos humanos e podem ser batalhões, brigadas ou regimentos, mas apenas no nome, com efetivos mais reduzidos do que a sua designação de escalão sugere.

Na atualização dos serviços secretos, o Ministério britânico da Defesa refere que mesmo os nacionalistas russos têm criticado duramente as táticas dos militares na operação.

A natureza da operação sugere que o principal desafio político-militar da Rússia continua a ser o mesmo que tem sido durante a maior parte da guerra.

Os líderes políticos exigem a conquista de mais território, mas os militares não conseguem gerar uma ação ofensiva eficaz a nível operacional.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia prepara novo assalto a Avdiivka

Hospital pediátrico de Kiev reabre parcialmente uma semana após ataque da Rússia

Sobe para 36 o número de mortos na Ucrânia após ataques russos que atingiram hospital pediátrico