Rússia e Ucrânia realizam troca de mais de 200 prisioneiros de cada lado

Mais de 200 pessoas de cada lado voltaram a casa
Mais de 200 pessoas de cada lado voltaram a casa Direitos de autor AP/Russian Defense Ministry Press Service
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades ucranianas indicaram que mais de 200 prisioneiros ucranianos regressaram a casa, enquanto o Ministério da Defesa da Rússia disse que 248 dos seus militares foram "repatriados dos territórios controlados pelo regime de Kiev".

PUBLICIDADE

A Rússia e a Ucrânia procederam esta quarta-feira a uma troca de quase 500 prisioneiros de guerra, na sequência de um acordo mediado pelos Emirados Árabes Unidos.

As autoridades ucranianas indicaram que mais de 200 prisioneiros ucranianos regressaram a casa, enquanto o Ministério da Defesa da Rússia disse que 248 dos seus militares foram "repatriados dos territórios controlados pelo regime de Kiev".

"230 dos nossos. Hoje [quarta-feira], 213 soldados e sargentos, 11 oficiais e seis civis regressaram a casa", escreveu o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, na rede social X (antigo Twitter). 

Este anúncio coincide com uma recente escalada no campo de batalha entre russos e ucranianos, com ataques dos dois lados que provocaram dezenas de mortos e feridos entre civis.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova vaga de ataques russos na Ucrânia faz pelo menos quatro mortos

Rússia lança forte ataque a Kiev e Kharkiv

Ataque russo na noite de Ano Novo faz um morto e vários feridos na Ucrânia