Irão dispara mísseis contra consulado dos EUA em região curda do Iraque

AP Photo
AP Photo Direitos de autor AP/Rudaw TV
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Irão disparou mísseis contra o consulado dos EUA em Irbil, na região curda semi-autónoma do Iraque.

PUBLICIDADE

O ataque levado a cabo pelo Irão contra o consulado dos Estados Unidos em Irbil provocou a morte a quatro pessoas. Há registo de seis feridos, alguns em estado grave. 

As autoridades iranianas alegaram que o local é uma "sede de espionagem" israelita da Mossad. Os Guardas Revolucionários do Irão afirmaram ainda que os ataques são "uma resposta aos recentes crimes cometidos contra a República Islâmica".

Estados Unidos condenam ataque

Os Estados Unidos condenaram os ataques. Para Washington, tratou-se de uma ação imprudente e imprecisa. De acordo com o porta-voz da Casa Branca, não há feridos entre o pessoal dos EUA no Iraque e na Síria e não há danos nas instalações do país.

Tensão crescente na região desde o início da guerra em Gaza

Os ataques ocorrem num periodo de forte tensão na região, no contexto da guerra em Gaza.

Desde o início da guerra entre Israel e o Hamas, a 7 de outubro, as milícias apoiadas pelo Irão no Iraque têm lançado ataques quase diários.

Os drones visam as bases que albergam as forças norte-americanas no Iraque e na Síria,

Os grupos armados afirmam que os ataques sao uma "retaliação" pelo apoio de Washington a Israel e uma tentativa de forçar as tropas americanas a abandonar a região.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estado Islâmico reivindica ataque bombista mortífero no Irão

Rússia e Irão unidos contra o Ocidente

Irão apresenta "Fattah II", o primeiro míssil hipersónico do país