Ucrânia, Zelensky: "Putin pode perder esta guerra"

Volodymy Zelenskyy
Volodymy Zelenskyy Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente ucraniano agradece aos líderes ocidentais que chegaram a Kiev por ocasião do segundo aniversário do início da guerra. Foi inaugurado monumento dedicado aos heróis que salvaram a capital da invasão aérea russa em 2022.

PUBLICIDADE

No dia do segundo aniversário do início da guerra na Ucrânia, os líderes de algumas potências ocidentais chegaram a Kiev para mostrar apoio à Ucrânia. O presidente ucraniano expressou gratidão pelo apoio recebido até agora, mas também reiterou que o país precisa de novas armas.

"Quando as principais democracias do mundo estão verdadeiramente determinadas, essa determinação supera todos os desafios. E já conseguimos muito e o mundo sente que Putin pode perder essa guerra", disse Zelensky.

Monumento para heróis inaugurado em Vyshorod

Na cidade de Vyshorod, perto de Kiev, foi inaugurado um memorial chamado "A cruz dos heróis", em homenagem aos defensores caídos na Ucrânia. A instalação de vidro foi financiada por contribuições privadas de igrejas e grupos públicos.

Foi em Vyshorod que as forças de invasão russas sofreram as primeiras perdas, em 24 de fevereiro de 2022. Vários helicópteros, em direção ao aeroporto de Kiev, foram abatidos pelas forças ucranianas.

Encontro de Kuleba com Baerbock em Odessa

Em Odessa, cidade que sofreu dois ataques russos num único dia, a ministra alemã das Relações Exteriores, Annalena Baerbock, encontrou-se com o seu homólogo ucraniano, Dmytro Kuleba. A cidade portuária assumiu uma importância crucial nesta nova fase da guerra: é constantemente alvo de ataques aéreos russos.

Enquanto se marcava o segundo ano de guerra com várias cerimónias na capital ucraniana, os confrontos continuaram

As forças ucranianas informaram que derrubaram drones russos que atacaram as regiões do sudeste da Ucrânia. O Ministério da Defesa de Moscovo disse ter derrubado dois drones em Belgorod e quatro foram interceptados no Mar Negro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes mundiais assinalam dois anos da invasão russa com cimeira do G7 em Kiev

Familiares das vítimas do naufrágio na costa de Itália vão processar o governo

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?