EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Solstício de verão: energia solar ocupa um papel importante no setor da eletricidade

Uma árvore está rodeada de painéis solares em Los Arcos, na província de Navarra, no norte de Espanha, em fevereiro de 2023.
Uma árvore está rodeada de painéis solares em Los Arcos, na província de Navarra, no norte de Espanha, em fevereiro de 2023. Direitos de autor AP Photo/Alvaro Barrientos
Direitos de autor AP Photo/Alvaro Barrientos
De  Euronews Green
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Espanha lidera a produção de energia solar na Europa, em junho.

PUBLICIDADE

Os amantes do sol têm hoje mais um motivo para celebrar, já que a energia solar deverá atingir um pico de um quinto da eletricidade mundial durante uma hora.

Analisando os máximos do meio-dia, de 21 de junho, o grupo de reflexão sobre energia limpa Ember afirma que a energia renovável representará 20% do cabaz energético global, contra 16% no ano passado.

A produção global de energia solar tem o seu melhor desempenho em junho, devido aos dias de verão mais longos no hemisfério norte, onde estão instalados cerca de 89% dos painéis solares do mundo.

"Com uma quota de 20%, a energia solar é agora uma fonte de eletricidade global séria", afirma Kostantsa Rangelova, analista de eletricidade da Ember.

O mundo deverá produzir um quinto da sua eletricidade a partir da energia solar, em média, nos picos do meio-dia de 21 de junho.
O mundo deverá produzir um quinto da sua eletricidade a partir da energia solar, em média, nos picos do meio-dia de 21 de junho.Ember

"Os custos das baterias baixaram, o que significa que a energia solar já está a ser utilizada à noite e não apenas durante o dia. A energia solar é a fonte de eletricidade que cresce mais rapidamente e vai, sem dúvida, aumentar para se tornar a maior fonte de eletricidade e, em última análise, de energia."

O solstício de verão - o ponto em que o pólo norte da Terra se encontra na sua inclinação máxima em relação ao Sol - ocorre normalmente a 20 ou 21 de junho. Este ano, esse momento chegou pouco antes das 23h00 CEST de quinta-feira - o solstício mais cedo desde 1976.

Espanha vai bater o recorde de energia solar do verão

Para o mês de junho, a Ember prevê que a quota da energia solar na produção total de eletricidade atinja 8,2%, contra 6,7% em junho de 2023.

Os peritos prevêem que a UE irá ultrapassar esta média global em mais do dobro, atingindo 20% este mês.

E há um país europeu que está destinado a brilhar particularmente. A Espanha tem uma das quotas de energia solar mais elevadas do mundo e a sua média em junho de 2024 está a caminho de atingir os 30%.

A energia solar cresceu mais rapidamente do que qualquer outra fonte de eletricidade na história.
A energia solar cresceu mais rapidamente do que qualquer outra fonte de eletricidade na história.Ember

Embora os países possam produzir uma enorme quantidade de energia solar, esta nem sempre representa uma proporção tão grande do seu cabaz nacional de eletricidade.

A China está a produzir a maior parte da energia solar a nível mundial, com 36% da produção no ano passado, mas a energia renovável representa apenas 6,2% do seu cabaz energético.

Que países europeus estão a aproveitar melhor os seus recursos solares?

É claro que nem todos os países europeus são igualmente abençoados pela luz do sol.

A "insolação" refere-se à quantidade de radiação solar que atinge uma determinada área e é um contexto importante para saber como os países estão a utilizar o seu potencial.

A Espanha, a Grécia e a Austrália estão a ter bons resultados nesta área, como mostra este gráfico da Ember.

Um gráfico que mostra quais os países com maior potencial de energia solar.
Um gráfico que mostra quais os países com maior potencial de energia solar.Ember

66% dos países ainda produzem menos de 5% da sua eletricidade a partir da energia solar, incluindo muitos com "insolação" acima da média global.

Os Emirados Árabes Unidos, o Egipto e a Arábia Saudita, por exemplo, têm muito mais potencial solar.

No outro extremo do espetro, países menos ensolarados, como os Países Baixos e a Alemanha, estão a fazer mais do que o seu peso - com 17% e 12% de energia solar nas suas misturas de energia, respetivamente.

Isto realça o papel de liderança que a energia solar pode desempenhar na satisfação das necessidades de eletricidade das pessoas, independentemente das "dotações naturais", como diz Ember.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Um ponto de viragem importante": Mais de 30% da energia mundial provém atualmente de energias renováveis, revela relatório

Há dois países Europeus alimentados a 100% por energias renováveis

Produção de cereais em França afetada pelas alterações climáticas