EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Segurança máxima na Suíça na conferência de paz para a Ucrânia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, ao centro, sai de um helicóptero Super Puma da Força Aérea Suíça após a sua aterragem em Obbuergen, perto da estância de Burgenstock
O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, ao centro, sai de um helicóptero Super Puma da Força Aérea Suíça após a sua aterragem em Obbuergen, perto da estância de Burgenstock Direitos de autor ALESSANDRO DELLA VALLE/' KEYSTONE POOL / ALESSANDRO DELLA VALLE
Direitos de autor ALESSANDRO DELLA VALLE/' KEYSTONE POOL / ALESSANDRO DELLA VALLE
De  Sophia Khatsenkova
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Manter a segurança de mais de 50 chefes de Estado e de Governo não é tarefa fácil. A Suíça enviou cerca de 4.000 soldados para o local do encontro.

PUBLICIDADE

Os dispositivos de segurança montados na estância de luxo de Bürgenstock, perto de Lucerna, na Cimeira para a Paz na Ucrânia, são colossais.

Milhares de soldados tomaram posição nos múltiplos postos de controlo instalados nas estradas sinuosas que conduzem à estância.

Cerca de 6,5 quilómetros de vedações e oito quilómetros de arame farpado foram instalados à volta do perímetro.

Para proteger os mais de 50 chefes de Estado, incluindo o presidente francês Emmanuel Macron, o primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, e a vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, foram destacados cerca de 4.000 soldados, disse Viola Amherd, presidente da Confederação Suíça, durante uma conferência de imprensa realizada na segunda-feira.

"Um evento desta dimensão exige medidas de proteção abrangentes", disse a presidente suíça antes da cimeira.

Além disso, foi criado um heliporto militar temporário no meio de um campo para permitir as descolagens e aterragens das diferentes delegações.

Um helicóptero Super Puma da Força Aérea Suíça, transportando o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, aterra em Obbuergen, perto do Buergenstock Resort, antes da Cimeira
Um helicóptero Super Puma da Força Aérea Suíça, transportando o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, aterra em Obbuergen, perto do Buergenstock Resort, antes da CimeiraAP Photo

O Hotel Bürgenstock tem um longo historial de reuniões políticas de alto nível e a sua localização isolada no topo da montanha proporciona uma camada extra de segurança.

A estância de luxo já tinha sido palco de anteriores conversações de paz sobre o Sudão, em 2002, e sobre Chipre, em 2004.

Ameaças de ciberataques e desinformação

As ameaças não são apenas físicas, mas também incluem ataques cibernéticos e desinformação em torno do evento.

O ministro suíço dos Negócios Estrangeiros, Ignazio Cassis, disse que havia "um interesse óbvio em perturbar o bom funcionamento da conferência".

A primeira vaga de ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS) a sítios Web governamentais começou na quinta-feira.

Os ataques DDoS têm como objetivo sobrecarregar os sítios Web com um grande número de pedidos. Normalmente, o volume de dados não pode ser tratado por uma única organização, provocando o bloqueio do sítio Web e do sistema informático.

Esperam-se mais ataques durante o fim de semana, de acordo com o Centro Nacional Suíço de Cibersegurança.

Como é que os habitantes locais são afetados?

Mais de 400 moradores com casas e terrenos além dos postos de controle precisam de um passe especial para acesso à zona.

De acordo com o site de notícias suíço Watson, alguns moradores expressaram frustração com a organização da Conferência.

"Ninguém nos perguntou a nossa opinião", disse uma mulher. "Este maldito barulho a toda a hora", exclamou também outro habitante, após a passagem de um helicóptero.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin promete cessar-fogo se Ucrânia retirar das regiões ocupadas

Budapeste nega que investigação sobre Transparência Internacional seja para intimidar

Onda de calor na Roménia está a alastrar, com temperaturas até 42 graus