Última hora

Uma agência humanitária da ONU alertou para o facto que milhares de civis do Iémen estão presos entre duas facções em guerra no norte, numa área que se tornou outro ponto crítico na amarga guerra civil do país.

Mais de 5.300 famílias fugiram do distrito de Kushar e arredores nas últimas semanas, de acordo com a representação das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

O número total de deslocados na província de Hajjah, onde se localiza Kushar, duplicou nos últimos seis meses, informou a ONU.

A guerra civil do Iémen já matou mais de 60 mil pessoas - civis e combatentes - e provocou três milhões de deslocados, colocando a nação já empobrecida à beira da fome.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.