This content is not available in your region

Panorama gastronómico do Qatar: da cozinha tradicional às inovações digitais

De  Euronews
euronews_icons_loading
Panorama gastronómico do Qatar: da cozinha tradicional às inovações digitais
Direitos de autor  euronews

A comida diz muito sobre a cultura de um país. Nesta edição do Qatar 365, fomos à descoberta do panorama gastronómico do Qatar, desde os pratos tradicionais até aos sabores da vanguarda. Tivemos uma aula de cozinha com um conhecido chef e explorámos os últimos desenvolvimentos sobre a comida gourmet.

Sabores locais do Qatar

O restaurante de Shams Al Qassabi, chamado Shay AlShomous, atrai tanto residentes, como turistas.

Shams Al-Qassabi tem cinco filhos e é a primeira mulher a gerir um negócio no “Souq Waqif”, um dos mercados tradicionais do Qatar.

"Trabalhei muito, dia e noite. Inventei e melhorei algumas receitas tradicionais do Qatar. Só cozinho comida que está ligada à nossa herança, cultura e antepassados", explicou, em entrevista à Euronews.

Shams Al Qassabi
Chef ShamsShams Al Qassabi

Noutro ponto da cidade, conhecemos a chef Aisha Al Tamimi. A sua paixão pela cozinha começou com a necessidade porque, aos 15 anos de idade, casou-se e viu-se obrigada a cozinhar para a família. Agora, apresenta programas de culinária e ensina outras pessoas, transmitindo-lhes os seus conhecimentos. Antes de se tornar uma chef famosa, Aisha era professora. Para além disso, é também autora de vários livros de culinária.

"É o meu dever fazer comida do Qatar e mostrar ao mundo o que fazemos"
Aisha Al Tamimi’s
Chef de cozinha

A Academia de Culinária (The Cooking Academy) é a criação do seu filho, que partilha a paixão e o amor pela comida e cozinha do Qatar. Desde que abriu as portas, em 2019, a academia já recebeu três mil crianças e mil adultos para "aprender e apreciar a arte de cozinhar".

Na cozinha com o comandante chefe

Hassan Al Ibrahim é um piloto que se tornou um conhecido chef de cozinha. Hassan voa há quase duas décadas, mas durante esse tempo, nunca perdeu a paixão pela comida. O cozinheiro visita restaurantes locais e vendedores de rua um pouco por todo o mundo. O também comandante falou-nos sobre a paixão profunda que nutre pelas refeições locais e deu-nos a sua opinião sobre a cozinha do Qatar.

Temos praticamente só uma base. Tem tudo a ver com as especiarias, o aroma das especiarias. Provavelmente, se contarmos, não são mais de 10/15 pratos, mas são especiais. Uma junção de culturas daqui e dali. Esta é a cozinha do Qatar", defendeu.

Ibrahim acredita que a comida é uma arte que reflete a cultura e que conta uma história sobre as famílias, os amigos, as memórias, os momentos e as celebrações.

Euronews
Miranda Atty, jornalista Euronews, e o comandante chefe Hassan Al IbrahimEuronews

Inovações culinárias digitais

A cultura gastronómica do Qatar continua a desenvolver-se de várias formas. O Petit Chef, do hotel Ritz-Carlton, em Doha, oferece aos hóspedes um menu de quatro pratos com uma experiência gastronómica digital, que inclui uma intrincada narração de histórias. Os clientes são levados a fazer uma viagem gastronómica, em que um pequeno chef "digital" serve as refeições.

No Iksha360, outro restaurante no Qatar, não só se pode desfrutar de uma bela experiência gastronómica, como também de uma vista deslumbrante de Doha, Losail e Pearl. O restaurante foi em tempos apenas um telhado aberto, que agora se transformou numa atracção panorâmica com três conceitos.

No 40º andar são servidos pratos internacionais, no Cigar Lounge. Por sua vez, o 41º andar apresenta uma experiência gastronómica mais recatada.

Já o Tear room Lounge, no 42º andar, serve comida contemporânea do sul da Ásia.

A experiência fica completa com um carrinho de comida de rua que serve aperitivos e bebidas tradicionais, que inclui os mais recentes alimentos gourmet. O restaurante diz que costuma servir VVIPs e realeza, no entanto, a vasta gama de pratos é para qualquer pessoa que goste de ficar com água na boca e apreciar uma boa vista.