EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"A realização de um sonho". Carne clonada já pode ser vendida em restaurantes dos EUA

Pedaços de frango clonados em preparação na "Good Meat"
Pedaços de frango clonados em preparação na "Good Meat" Direitos de autor Jeff Chiu/AP Photo
Direitos de autor Jeff Chiu/AP Photo
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estados Unidos autoriza a produção, venda e consumo de carne gerada sem abate de animais nem sequer qualquer sofrimento em cada garfada

PUBLICIDADE

"A realização de um sonho", assumiu Uma Valeti, presidente-executiva de uma das empresas que acaba de receber a autorização para comercializar carne clonada nos Estados Unidos.

Tal como já acontece em Singapura, também nos restaurantes americanos vai ser possível em breve pedir um prato de carne que não teve na origem qualquer abate ou sofrimento infligido a um animal.

O Departamento norte-americano da Agricultura (USDA, na sigla original) acaba de autorizar duas empresas da Califórnia, a Upside Foods e a Good Meat, a venderem carne gerada em laboratório a partir de células extraídas dos animais vivos sem necessitar de lhes provocar qualquer sofrimento.

Em novembro, a Agência norte-americana de Alimentos e Medicamentos (FDA) já tinha o aval à produção de carne em laboratório, recorrendo a células de animais vivos cultivadas em tanques de aço.

Agora, após inspeção da USDA, essa carne clonada pode começar a ser vendida para consumo humano, por exemplo, em restaurantes.

"A FDA e a USDA abriram caminho para a carne sem abate. Um novo capítulo começa para a Humanidade sob liderança dos Estados Unidos", expressou Uma Valeti, da Upside Food, numa publicação nas redes sociais em que acrescenta tratar-se de "um dia que vai mudar fundamental a trajetória da carne que nos chega à mesa".

"É um passo gigante rumo à preservação da escolha e à proteção da vida", lê-se na publicação de Valeti.

A "Good Meat", que já comercializa carne clonada em Singapura, também se manifestou agradecida à abertura das mesas norte-americanas a esta produção amiga dos animais.

"Éramos a única empresa a vender carne cultivada no mundo desde que nos lançámos em 2020 em Singapura. Agradecemos o rigor e a pressão que tanto a FDA como a USADA aplicaram durante este histórico processo de regulação", afirmou Josh Tetrick, cofundador e diretor-executivo da empresa.

Logo após a emissão da licença, a "Good Meat" iniciou a produção do primeiro lote de carne de frango cultivada em laboratório que ser vendido ao famoso Chef espanhol José Andrés, que lidera mais de 30 restaurantes só nos Estados Unidos, dos quais um em Washington será o primeiro a colocar na carta o frango clonado.

"Quanto mais formas encontrarmos para alimentarmos um planeta em crescimento, melhor. Uma nova forma de produzirmos proteínas é uma boa notícia. Esperemos que utilizando menos recursos", afirmou Andrés, pelas redes sociais, numa publicação em que se associa à "Good Meat" sem abordar a parceria referida.

Outras fontes • AP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ministra do Trabalho abre debate sobre horário de encerramento dos restaurantes em Espanha

CAN: O robô que facilita a vida aos empregados de mesa no Kuwait

Quatro anos de obras em Notre Dame