Morte de Navalny: mistério sobre o corpo, dúvidas sobre a data e a causa da morte

Homenagem a Alexei Navalny
Homenagem a Alexei Navalny Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A mãe do opositor russo ainda não conseguiu obter o corpo do seu filho. As autoridades de Moscovo afirmam que é necessária uma investigação mais aprofundada ao corpo de Alexei Navalny. Segundo a imprensa estatal, a morte ocorreu antes de 16 de fevereiro.

PUBLICIDADE

O corpo de Alexei Navalny foi enviado para mais exames histológicos, pois "não foi possível determinar a causa da morte"; os resultados podem aparecer "não antes da próxima semana", relatou o Comité Federal de Investigação ao advogado de Navalny, que se deslocou juntamente com a mãe do opositor de Putin à cidade de Salekhard, a mais próxima da prisão Ik-3.

A mãe ainda não viu o corpo

A mãe de Navalny, Lyudmila, e o seu advogado, Vasiliy Dubkov, passaram o dia de sábado a tentar recuperar o corpo, mas em vão. Os apoiantes de Navalny afirmam que as autoridades mudaram continuamente a sua versão da história.

Na prisão, Lyudmila foi informada que o corpo do seu filho tinha sido transferido para o necrotério de Salekhard a pedido do Comité Federal de Investigação. Mas a morgue estava fechada e os funcionários negaram pelo telefone terem o corpo nas instalações.

Opositores acusam Moscovo de esconder o corpo de Navalny

Kira Yarmysh, porta-voz de Navalny, publicou na rede X atualizações sobre a situação, acusando severamente as autoridades russas: "Os assassinos querem encobrir, para que eles não entreguem o corpo de Alexei e esconderam-no de sua mãe". Yarmysh disse que as declarações oficiais, de que a investigação inicial não estabeleceu "nada criminoso" na morte de Navalny, são "uma mentira".

Navalny pode ter morrido antes de 16 de fevereiro

Na prisão, foi emitido um atestado de óbito oficial, entregue a Lyudmila, declarando a morte do filho às 14:17 hora local em 16 de fevereiro, enquanto na imprensa se alega que pode ter morrido antes. A Novaya Gazeta Europe disse que entrou em contato com um dos detidos da prisão, conhecida por "Lobo Polar", e que disse que "o tumulto obscuro começou em 15 de fevereiro à noite".

Também foi observado que a imprensa do Estado, como a agência Tass, teve de mudar a data de 15 para 16 de fevereiro nas suas informações publicadas inicialmente.

Na Rússia, pelo menos quatrocentos presos pela morte de Navalny

Enquanto isso, continuam as manifestações de homenagem e protesto por Navalny na Rússia, apesar da repressão e dos ataques para destruir memoriais improvisados. De acordo com o portal ovd.info, nos últimos dois dias o número de detenções ultrapassou quatrocentas pessoas. Embora alguns dos detidos tenham sido libertados pouco depois, os tribunais começaram a emitir sentenças por "organizar um evento de massas em violação da ordem pública" ou "resistir à polícia".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Autoridades russas dizem que corpo de Navalny não será entregue à família em menos de duas semanas

Chefes da diplomacia europeia podem aprovar novas sanções contra a Rússia

Quem era Alexei Navalny? E como é que ele se tornou o mais feroz opositor de Putin?