EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália
Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália Direitos de autor Gregorio Borgia/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Gregorio Borgia/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As sete economias mais ricas do mundo vão reunir-se em Itália para discutir a guerra na Ucrânia e no Médio Oriente. A Inteligência Artificial e a situação em África e na América Latina também serão temas abordados na cimeira.

PUBLICIDADE

A cimeira do G7, organizada pela presidência italiana do chamado grupo das principais economias capitalistas do mundo, começa esta quinta-feira e vai decorrer em Borgo Egnazia, na região de Apúlia.

Os anfitriões escolheram um hotel de luxo para acolher o encontro, que termina no sábado, dia 15 de junho. O nível de segurança para o evento foi reforçado, tendo as autoridades locais colocado em prática um vasto conjunto de meios para evitar qualquer tipo de contratempo.

A própria escolha do local, Borgo Egnazia, foi ditada por razões de segurança, uma vez que é mais fácil controlar esta zona do que uma metrópole complexa como Roma.

A guerra na Ucrânia vai dominar as discussões na cimeira, que reúne os líderes daqueles que são considerados os países mais ricos do mundo. Além disso, espera-se que as grandes potências cheguem a acordo sobre um plano para congelar milhões de dólares de ativos russos e utilizar esse dinheiro para apoiar financeiramente a Ucrânia.

Também a guerra no Médio Oriente, a Inteligência Artificial e a situação em África e na América Latina serão discutidas durante a cimeira.

Países como a Índia, o Brasil e a África do Sul, que fazem parte do chamado grupo BRICS, também foram convidados a participar na cimeira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev

Países do G7 ponderam utilizar ativos russos congelados para financiar a Ucrânia

Líderes mundiais assinalam dois anos da invasão russa com cimeira do G7 em Kiev