EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Novo governo britânico levanta proibição da energia eólica em terra

A energia eólica em terra em Inglaterra tem sido travada pela proibição de facto.
A energia eólica em terra em Inglaterra tem sido travada pela proibição de facto. Direitos de autor Unsplash
Direitos de autor Unsplash
De  Rosie Frost
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Um estudo concluiu que a utilização de menos de 3% do território de Inglaterra para a produção de energia eólica e solar em terra poderia produzir energia suficiente para abastecer mais do dobro de todos os lares ingleses.

PUBLICIDADE

O novo governo trabalhista do Reino Unido pôs fim à proibição dos parques eólicos em terra em Inglaterra, abrindo a possibilidade de todas as casas do país serem alimentadas por energia limpa.

A nova ministra das Finanças, Rachel Reeves, afirmou num discurso proferido na segunda-feira que iria pôr termo às restrições "absurdas" impostas pelos conservadores à construção de parques eólicos em terra. O Partido Conservador esteve no poder durante os últimos 14 anos.

Reeves acrescentou que as decisões devem ser tomadas a nível nacional e não a nível local, como acontecia anteriormente. Os trabalhistas afirmam que vão realizar consultas para saber se os grandes parques eólicos devem ser considerados como projetos de infraestruturas de importância nacional. Isto significaria que seriam aprovados pelo ministro da Energia, Ed Miliband, e não pelas autarquias locais.

Deve haver "compromissos" quando se permite que os projetos avancem, disse Reeves no seu primeiro discurso importante desde que assumiu o cargo, mas a resposta por defeito não pode ser não.

"A história dos últimos 14 anos tem sido a recusa de enfrentar as decisões difíceis e responsáveis que se impõem", afirmou a ministra das Finanças. "Este governo será diferente e não há tempo a perder."

Um estudo publicado em abril pela Friends of the Earth e por investigadores da Universidade de Exeter concluiu que a utilização de menos de 3% da terra em Inglaterra para a produção de energia eólica e solar em terra poderia produzir 13 vezes mais energia limpa do que a que é atualmente produzida. Isto é suficiente para abastecer duas vezes todos os lares em Inglaterra.

"A proibição da energia eólica em terra está em vigor há nove anos. Estamos no governo há 72 horas e já anulámos essa proibição", acrescentou Miliband numa publicação nas redes sociais. "É a esse ritmo que vamos avançar".

Porque é que o Reino Unido tinha proibido a energia eólica em terra?

As restrições à construção de parques eólicos em terra foram impostas pelo antigo primeiro-ministro David Cameron em 2015. As regras significavam que apenas uma única objeção de planeamento poderia pôr fim a um projeto.

Michael Gove, então secretário das Comunidades, disse em setembro passado que a proibição seria levantada. No entanto, duas notas de rodapé nas regras relativas à construção de habitações e infraestruturas em Inglaterra, o National Planning Policy Framework (NPPF), significavam que continuava a ser praticamente impossível arrancar com projetos eólicos em terra.

Como resultado, nenhum pedido para novos parques eólicos em terra parece ter sido apresentado desde que Gove fez o anúncio, de acordo com a base de dados de planeamento de energias renováveis.

Os trabalhistas retiraram estas notas de rodapé da política de planeamento, abrindo a possibilidade de realizar projetos eólicos em terra no Reino Unido. De acordo com uma declaração política do governo, esta medida alinha a energia eólica onshore com o processo de planeamento de outros projetos de energia.

"A concretização da nossa missão em matéria de energia limpa ajudará a aumentar a independência energética do Reino Unido, a poupar dinheiro nas faturas de energia, a apoiar empregos altamente qualificados e a combater a crise climática", lê-se no documento político do Governo.

"Estamos, por conseguinte, empenhados em duplicar a energia eólica em terra até 2030. Isto significa eliminar imediatamente a proibição da energia eólica em terra em Inglaterra, em vigor desde 2015".

O impacto do aumento da energia eólica em terra

Até agora, o Reino Unido tem-se afastado da trajetória para cumprir os seus compromissos em matéria de energia limpa. O aumento da energia eólica em terra poderia ajudar a cumprir os objetivos climáticos e a reduzir as contas das famílias, de acordo com os especialistas.

"Ao aproveitar o vasto potencial de energia renovável do país, o novo governo está a afirmar-se como líder mundial na transição para a energia verde", afirma Mike Childs, diretor de ciência, política e investigação da Friends of the Earth.

"A energia eólica terrestre britânica é uma das formas mais baratas de energia disponível, pelo que a proibição estava, de facto, a fazer subir as faturas", afirma Jess Ralston, responsável pela energia na Energy & Climate Intelligence Unit (ECIU), uma organização sem fins lucrativos.

"Mais vento em terra significa usar menos as centrais elétricas a gás, reduzindo a dependência externa do Reino Unido em relação ao gás, uma vez que a produção do Mar do Norte continua a diminuir inevitavelmente", acrescentou Ralston.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aumento das energias renováveis: energia verde constituiu maior parte da eletricidade da UE em 2023

Solstício de verão: energia solar ocupa um papel importante no setor da eletricidade

Como é que as poeiras do Saara afetam a energia solar?