EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rússia: Bolsa de Moscovo suspende comércio de dólares americanos e euros

Bolsa de Moscovo suspende transações em dólares e euros
Bolsa de Moscovo suspende transações em dólares e euros Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/AP
Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As novas sanções dos Estados Unidos contra a Rússia vão encerrar as negociações em dólares e euros na Bolsa de Moscovo a partir de 13 de junho.

PUBLICIDADE

Devido às sanções impostas pelos Estados Unidos ao Moscow Exchange Group, a maior bolsa de valores na Rússia, decidiu suspender as negociações em dólares americanos e euros já a partir de 13 de junho. Esta medida aplica-se às transações nos mercados financeiros.

Em comunicado, o Banco Central da Federação Russa, esclarece que "as empresas e os particulares podem continuar a comprar e a vender dólares americanos e euros através dos bancos russos. Todos os valores em dólares americanos e euros das contas e depósitos de cidadãos e empresas permanecem seguros”.

Entre 10 de agosto e final de dezembro de 2023, o Banco Central Russo já tinha deixado de comprar moedas estrangeiras no mercado nacional para reduzir a volatilidade dos mercados financeiros.

Reunião G7 em Itália

Numa altura em que o presidente norte-americano, Joe Biden se prepara para reunir, esta semana em Itália, com os do líderes G7, o Departamento do Tesouro dos EUA está a emitir novas medidas para intensificar a pressão sobre a Rússia pela guerra contra a Ucrânia.

A Secretária do Tesouro dos EUA, Janet L. Yellen, afirma que "a economia de guerra da Rússia está profundamente isolada do sistema financeiro internacional, deixando os militares do Kremlin desesperados por acesso ao mundo exterior.(...) Todos os dias, a Rússia continua a hipotecar o seu futuro para sustentar a sua injusta guerra contra a Ucrânia".

A primeira reunião do G7 sob a presidência italiana vai focar-se na guerra Ucrânia-Rússia, com o compromisso de reforçar as sanções contra Moscovo, de acordo com diplomatas informados sobre o evento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia procura fortalecer alianças na cimeira do BRICS

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev

Países do G7 ponderam utilizar ativos russos congelados para financiar a Ucrânia