Vídeo

euronews_icons_loading
Aperto de mão histórico: Kim Jong-un e Donald Trump